5 de dez de 2016

0 comentários

América anuncia mais três contratações

O Departamento de Futebol do Mecão acertou com mais três atletas para a temporada 2017. O volante Filipe Alves, e os atacantes Tony e Jean Patrick se apresentam amanhã (6), na Arena das Dunas, para o primeiro treinamento pelo Alvirrubro.
Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários

Torcedor já fez mais de 1 milhão de apostas na Timemania

Apesar do ano nada animador dentro de campo, o torcedor americano já realizou desde janeiro 1.091.131 apostas na Timemania cravando o América como "clube do coração". Esse número é suficiente para manter a 40ª posição no ranking anual. Em 2016, o clube fechou o ano com 1.584.602 apostas. Pelo calendário da Caixa, ainda restam 12 concursos para o fechamento do ranking. Os sorteios da Timemania são realizados as terças, quintas e sábados.
Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários

Os 68 clubes da Série D 2017

- América/PE (via estadual 2016)
- América/RN (rebaixado série c 2016)
- Aparecidense/GO (via estadual 2016)
- Altos/PI (via estadual 2016)
- Anápolis/GO (via estadual 2016)
- Araguaia de Barra do Garças/MT (via estadual 2016)
- Atlético Acreano/AC (via estadual 2016)
- Bangu/RJ (via estadual 2016)
- Baré/RR (via estadual 2016)
- Boavista/RJ (via estadual 2016)
- Brusque/SC (via estadual 2016)
- Caldense/MG (via estadual 2016)
- Campinense/PB (via estadual 2016)
- Ceilândia/DF (via estadual 2016)
- Central/PE (via estadual 2016)
- Comercial/MS (via estadual 2016)
- Cordino/MA (via estadual 2016)
- Coruripe/AL (via estadual 2016)
- Desportiva Ferroviária/ES (via estadual 2016)
- Esperíto Santo (via seletivo 2016)
- Fast Club/AM (via estadual 2016)
- Friburguense/RJ (via copa estadual 2016)
- Galícia/BA (via estadual 2016)
- Genus/RO (via estadual 2016)
- Globo/RN (via estadual 2016)
- Guarani de Juazeiro/CE (via estadual 2016)
- Guaratinguetá/SP (rebaixado série c 2016)
- Gurupi/TO (via estadual 2016)
- Internacional/SC (via estadual 2016)
- Itabaiana/SE (via estadual 2016)
- Itumbiara/GO (via estadual 2016)
- Jacobina/BA (via copa estadual 2016)
- JMalucelli/PR (via estadual 2016)
- Juazeirense/BA (via estadual 2016)
- Luziânia/GO (via estadual 2016)
- Maranhão/MA (via estadual 2016)
- Metropolitano/SC (via estadual 2016)
- Murici/AL (via estadual 2016)
- Novo Hamburgo/RS (via estadual 2016)
- Operário Ferroviário/PR (via copa 2016)
- Osasco Audax/SP (via estadual 2016)
- Parnahyba/PI (via estadual 2016)
- Portuguesa/SP (rebaixado série c 2016)
- Potiguar/RN (via estadual 2016)
- Princesa do Solimões/AM (via estadual 2016)
- PSTC/PR (via estadual 2016)
- Red Bull/SP (via estadual 2016)
- Rio Branco/AC (via estadual 2016)
- River/PI (rebaixado série c 2016)
- Rondoniense/RO (via estadual 2016)
- Santos/AP (via estadual 2016)
- São Bernardo/SP (via estadual 2016)
- São Francisco/PA (via estadual 2016)
- São José/RS (via estadual 2016)
- São Paulo/RS (via estadual 2016)
- São Raimundo/PA (via estadual 2016)
- São Raimundo/RR (via estadual 2016)
- Sergipe/SE (via estadual 2016)
- Serra Talhada/PE (via estadual 2016)
- Sete de Dourados/MS (via estadual 2016)
- Sinop/MT (via estadual 2016)
- Sousa/PB (via estadual 2016)
- Tocantins de Miracema/TO (via estadual 2016)
- Trem/AP (via estadual 2016)
- Uniclinic/CE (via estadual 2016)
- URT/MG (via estadual 2016)
- Villa Nova/MG (via estadual 2016)
- XV de Piracicaba (via Copa São Paulo 2016)
Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários

Temporada de 2017 começa com nova diretoria de futebol

O América inicia a temporada de 2017 esta semana e com algumas caras novas em termos de diretores de futebol. A dupla Walmir Nunes e Yuri Bagadão, que auxiliou o presidente Beto Santos na formação do elenco de 2016, não aparece mais na relação da diretoria do clube informada no site oficial. Os dois foram substituídos pelo craque José Ivanaldo de Souza. Carlos Moura Dourado, que ao longo dos últimos anos ocupou a gerência de futebol, passou a ser o "executivo de futebol". A vice-presidência de futebol é ocupada pelo Dr. Jussier Santos. 
Vamos continuar apostando na Timemania

4 de dez de 2016

0 comentários

Sub-17 vence clássico e vai à semifinal nno Metropolitano da Cidade da Esperança

Ontem, pelo Campeonato Metropolitano Sub-17 da Cidade da Esperança, a equipe do América bateu o Abc pelo placar de 2 a 1 e avançou para a semifinal da competição. O jogo foi realizado no estádio José Pascoal de Lima.
Vamos continuar apostando na Timemania

3 de dez de 2016

0 comentários

Novo regulamento da Copa do Brasil não permite "cochilo" no 1º jogo

Se as mudanças que a CBF resolveu implementar para a Copa do Brasil do próximo ano já estivessem em vigor desde 2012, o América teria avançado apenas com a primeira partida em três edições e amargado eliminação em duas. No sistema até então em vigor, o time rubro evitou o segundo jogo apenas em 2015. Por outro lado, sempre teve a garantia do jogo da volta, em caso de resultado adverso na casa do adversário.
A alteração acabou com a possibilidade de a equipe visitante eliminar o jogo da volta em caso de vitória por dois gols de diferença. No novo modelo, acontece apenas uma partida na casa do clube pior colocado no ranking da CBF. A equipe visitante joga pelo empate para seguir na competição. Em caso de derrota, o visitante é eliminado. Não é permitido "cochilar.

Histórico
Em 2012, o América enfrentou o Horizonte/CE e perdeu o jogo de ida por 2 a 0.  Agora em 2016, sofreu uma derrota por 1 a 0 para o Gama. Na edição de 2015, o clube bateu o Globo por 5x1 e no ano seguinte venceu o Boavista/RJ pelo placar de 2 a 1. Na temporada de 2013, o América ganhou do Ji-Paraná pela contagem mínima. 

Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários

Hoje é dia de apostar na Timemania


Vamos continuar apostando na Timemania

2 de dez de 2016

0 comentários

Reapresentação do elenco

Vamos continuar apostando na Timemania

1 de dez de 2016

0 comentários

Copa do Brasil: sistema de disputa e classificação

A Diretoria de Competições da CBF divulgou, nesta quinta-feira (01), um resumo do sistema de disputa e classificação para a Copa do Brasil 2017. Entre as novidades para o próximo ano estão a disputa das duas primeiras fases em jogo único, com renda dividida em 60% para o classificado e 40% para o eliminado e a entrada dos campeões da Copa Verde, Copa do Nordeste e Brasileiro da Série B na Fase de oitavas de final, junto com os sete participantes da Taça Libertadores.  
Somadas as oito fases da competição, a Copa do Brasil terá 91 clubes participantes e 120 partidas serão realizadas. Confira o detalhamento das etapas abaixo na íntegra do resumo: 

* Primeira Fase - com 80 clubes 70 clubes oriundos das competições estaduais e 10 pelo Ranking de Clubes da CBF
Fase em jogo único (40 jogos)
Sorteio para definição dos confrontos
Em cada confronto os times melhores ranqueados visitam os de pior ranking
Vantagem do empate para os visitantes
Divisão de renda: 60% para o classificado e 40% para o eliminado
Classificam-se para a Segunda Fase os vencedores dos confrontos (total de 40 clubes)

* Segunda Fase - com 40 clubes
Fase em jogo único (20 jogos)
Confrontos seguem o diagrama
Mando de campo definido por sorteio
Divisão de renda: 60% para o classificado e 40% para o eliminado
Classificam-se para a Terceira Fase os vencedores dos confrontos (total de 20 clubes)

* Terceira Fase - com 20 clubes
Fase em ida e volta (20 jogos)
Confrontos seguem o diagrama
Sorteio para definição dos mandos de campo
A partir desta fase entra o critério do gol qualificado
Classificam-se para a Quarta Fase os vencedores dos confrontos (total de 10 clubes)

* Quarta Fase - com 10 clubes
Fase em ida e volta (10 jogos)
Sorteio para definições dos confrontos e dos mandos de campo
Classificam-se para a Quinta Fase os vencedores dos confrontos (total de 5 clubes)

* Quinta Fase (Oitavas de Final) - com 16 clubes, a saber: a) os cinco clubes classificados na Quarta Fase; b) os sete clubes participantes da Taça Libertadores de 2017; c) o campeão da Copa Sul-Americana de 2016 (Associação Chapecoense de Futebol/SC, aguardando confirmação por parte da CONMEBOL); d) os campeões de três competições da CBF em 2016: Copa do Nordeste, Copa Verde e Campeonato Brasileiro da Série B. 
Fase em ida e volta (16 jogos) 
Sorteio para definições de confrontos e de mandos de campo 
Classificam-se para a Sexta Fase os vencedores dos confrontos (total de 8 clubes)

* Sexta fase (Quartas de Final) - com 8 clubes
Fase em ida e volta (8 jogos)
Sorteio para definições de confrontos e de mandos de campo
Classificam-se para a Sétima Fase os vencedores dos confrontos (total de 4 clubes)

* Sétima fase (Semifinal) - com 4 clubes 
Fase em ida e volta (4 jogos) 
Sorteio para definição dos mandos de campo 
Classificam-se para a Oitava Fase os vencedores dos confrontos (total de 2 clubes).

* Oitava fase (Final) - com 2 clubes 
Fase em ida e volta (2 jogos) 
Sorteio para definição dos mandos de campo 
Não há o critério do gol qualificado.

Da CBF
Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários

Herbert Araújo participou de congresso em Porto Alegre


 Herbert com Alexandre Limeira, vice-presidente do Internacional




Herbert com Márcio Correia

O preparador físico Herbert Araújo participou nos dias 25 e 26 de novembro, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre/RS, do IV Congresso Internacional de Futebol, evento organizado pelo INEES (Instituto Nacional de Esporte, Educação e Saúde).
"Além de participar do congresso, aproveitei a minha vinda a Porto Alegre para fazer alguns contatos com colegas do Grêmio e Internacional. Conheci a estrutura dessas duas equipes, onde fui muito bem recebido", destacou Herbert.
O congresso é idealizado por Márcio Correia, ex-preparador físico do Grêmio e Atlético Paranaese, e contou com alguns palestrantes Ademar Pedro Scheffler, Amir Somoggi, André Mazzuco, Caio Ribeiro, Fabrício Neves Correis, Gilberto Melo, Gustavo Hofman, Leonardo Bertozzi, Roberto Dinamite, Vinícius Eutrópio, dentre outros.
Vamos continuar apostando na Timemania

29 de nov de 2016

0 comentários

Entrevista com o goleiro Vinícius

Nome pouco conhecido pelos brasileiros, com exceção das torcidas de Vitória e Atlético Paranaense, Vinícius Barriviera é um goleiro que foi por empréstimo ao Litex Lovech, da Bulgária, na temporada 2010/11. De volta ao Brasil, assinou um contrato de um ano com o Vila Nova, de Goiânia. Depois, voltou ao país europeu e está atualmente na terceira temporada consecutiva – e quarta no geral – com o time de Lovech.
Em entrevista exclusiva para o Doentes Por Futebol, no último mês de março, o jogador de 30 anos falou sobre o futebol búlgaro, como se adaptou ao país eslavo e sobre o recente caso de corrupção no futebol envolvendo seu time, as consequências disso e outros assuntos.

A vida na Bulgária
Doentes Por Futebol (Luis Felipe Zaguini): Como você saiu do futebol brasileiro e foi para o Litex? A trajetória até chegar na Bulgária. E, por que a Bulgária? O que te motivou a tomar tal decisão?

Vinícius Barriviera: Na minha primeira passagem, vim por empréstimo do Atlético-PR, fiquei um ano e meio e fui campeão nacional. No ano passado, após mais de 15 anos, meu contrato com o CAP terminou, então surgiu a possibilidade de retornar e eu decidi voltar, pois, tanto eu já os conhecia bem, como o oposto também, e eu sabia que isso seria importante após passar um tempo sem jogar, como eu fiquei após problemas salariais com o Vila Nova-GO.

DPF: Sabemos que toda mudança na vida, seja ela qual for, requer adaptação. Como foi a sua na Bulgária? Qual foi sua maior dificuldade em se acostumar e quais são os pontos positivos?

VB: Quando cheguei ao Litex, em 2010, por empréstimo do Atlético-PR, senti um pouco de dificuldade pra me adaptar com alguns costumes búlgaros, a falta de algumas comidas que sempre fui acostumado a comer no Brasil e, principalmente, a língua e o clima durante o inverno.
Nesta segunda passagem foi totalmente diferente, pois já sabia o que iria encontrar e já cheguei falando bem o búlgaro, o que facilitou muito. O lado positivo daqui é que é muito tranquilo de se viver, há pouquíssima violência e, por morar em uma cidade muito pequena, minha filha também tem muita liberdade para brincar. Outro lado bom é com relação ao custo de vida, que é baixo.

DPF: Você já mora há 5 anos acumulados na Bulgária. O que acha de se naturalizar búlgaro e participar da seleção do país? Faria isso caso aparecesse a oportunidade?

VB: Seria interessante, claro. Pensaria com muito carinho se tivesse este convite.

DPF: Você é o único brasileiro do plantel, mas alguns outros clubes búlgaros são recheados deles, com o Ludogorets sendo o clube com maior número de brasileiros. Isso te dá uma sensação de injustiça, não ter compatriotas para ajudar no desempenho da equipe ou algo do tipo?

VB: Brasileiros fazem falta sim. Há quatro ou cinco anos, chegamos a ser sete. Isso era muito bom também fora de campo, principalmente para a minha família, pois as esposas se davam muito bem. Dentro de campo, no momento, o Litex tem nove estrangeiros, o que nos dá qualidade, além de termos uma boa amizade fora de campo.

O Litex no cenário nacional
DPF: O Litex Lovech é um dos grandes da Bulgária, mas não tem um rival local de peso. Qual dos clubes do país você, ou o clube, considera como rivalidade? Levski, CSKA ou Ludogorets e por quê?

VB: Realmente. Não temos um clássico local, mas há uma grande rivalidade com esses três clubes. A maior delas é com o Levski, pois o dono do Litex tem uma simpatia pelo CSKA, inclusive está negociando a compra do clube, já que estão passando por sérios problemas financeiros. O Ludogorets se tornou um rival forte, porém não pela sua história, mas devido às campanhas recentes. É um time novo, foi comprado por um milionário e teve uma ascensão meteórica, sendo quatro vezes campeão nacional após subir da quarta divisão, tudo isso sucessivamente.

DPF: Você se considera um ídolo da torcida ou ao menos um líder no time de Lovech?

VB: Sou o jogador mais velho do grupo, isso por si só já é um motivo de liderança, tanto que fui escolhido pelos jogadores como vice-capitão. Acho importante passar experiência tanto dentro como fora de campo, pois nosso time é muito jovem. Também sou muito respeitado pela torcida, tanto por já ter sido campeão como por não ser um jogador que traz problemas ao clube no extracampo.
Aqui a relação entre torcida e jogador é muito diferente do Brasil, eles tratam os jogadores com muito mais respeito, mesmo quando os resultados não estão vindo conforme as expectativas.

DPF: Como é a estrutura do Litex e o que o clube preza? Quais são as missões, valores e, principalmente, como funciona a academia: há investimentos nos jovens jogadores ou preferem as realidades e não as promessas?

VB: O Litex tem um estádio pequeno, porém com características modernas, pois foi reformado em 2010 para ter condições de jogar a fase de grupos das competições europeias. Além disso, possui um complexo de treinamentos para o profissional e a base, com dois campos oficiais com grama natural, um sintético e outro natural com dimensões reduzidas. O foco do clube é em revelar jogadores. Eles apostam muito nas categorias de base e tiveram muito lucro com venda de jogadores nos últimos anos.

O fracasso continental e a corrupção dentro do futebol do país
DPF: Por que você acha que os clubes búlgaros – com exceção recentemente do Ludogorets – fracassam nas competições continentais?

VB: Pelos baixos investimentos que são reflexos da crise que o país vive. Outro motivo é a falta de experiência dos jogadores. Nesta temporada, por exemplo, fomos desclassificados por uma equipe da Letônia que era inferior à nossa, porém, muito mais experiente.

DPF: O que você pensa sobre os recentes relatos de corrupção? Quais, na sua opinião, são os clubes mais envolvidos? E por que você acha que isso acontece? Fale sobre um caso que você não tolera, se possível.

VB: Sinceramente, dentro de campo é difícil de perceber algo muito claro e até complicado de falar sobre algum favorecimento. São inúmeros fatores que levam à corrupção no esporte, desde força política até propinas e interesses financeiros. O fato mais recente aconteceu no nosso último jogo do campeonato, contra o Levski, quando nosso diretor de futebol entrou em campo no fim do primeiro tempo e retirou a equipe, pois a arbitragem estava tomando decisões claramente parciais.
Contra o mesmo Levski, alguns dias antes deste jogo, pela copa nacional, a arbitragem também cometeu alguns erros contra nós e, provavelmente, isso tenha também influenciado na decisão da diretoria de tirar o time de campo, pois levantou mais suspeita ainda.
Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários

Vídeo do goleiro Vinícius

Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários

Goleiro Vinícius é contratado pelo América

O América anunciou nesta terça-feira a contratação do goleiro Vinícius, que estava atuando no futebol da Bulgária. O jogador foi formado nas categorias de base do Atlético-PR e já passou Vitória/BA e Vila Nova/GO.

Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários

"Estamos todos abalados", diz médico do América

Márcio Koury (Chapecoense) e Rogério Fraiha (Paysandu)

"Nós, amantes do futebol, estamos todos abalados com essa notícia. Nossa solidariedade a todos os familiares dos membros da Chape". Essa é a mensagem do médico do América, Dr. Maeterlinck Rêgo, que conhecia o médico da equipe catarinense, Dr. Márcio Koury, inclusive participaram do último encontro de médicos do futebol no Rio de Janeiro.


Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários

PODCAST - Rádio VP - Mesa Redonda - Arthur Maia - 24.03.2014

Vamos continuar apostando na Timemania