20 de ago. de 2009

'Máfia do apito': processo é trancado

Depois de sucessivos adiamentos, a sessão para decidir o destino do caso "máfia do apito" foi realizada nesta quinta-feira, no Tribunal de Justiça de São Paulo. Dois desembargadores votaram para que o processo fosse trancado. Ainda cabe recurso do Ministério Público, que vai analisar se segue com a tentativa de punir os réus.

A sessão havia sido adiada anteriormente porque Christiano Kuntz pedira mais tempo para estudar o processo. Nesta quinta, ele votou pelo trancamento, assim como Francisco Menin. Os desembargadores entenderam que os fatos narrados no processo não estão enquadrados em nenhum artigo na Lei, ou seja, não podem ser classificados como crime. Fernando Miranda pediu que o caso fosse anulado, o que permitiria que outra denúncia contra o grupo fosse feita. Mas como a decisão final trancou o processo, os réus só correrão risco de punição se o MP entrar com um novo recurso.

A fraude da "máfia do apito" consistia em um acerto de resultados com o juiz de determinada partida, o que garantia o lucro de golpistas em apostas em sites da internet. A única punição concreta e definitiva foi o afastamento dos árbitros Edílson Pereira de Carvalho e Paulo José Danelon do quadro da CBF. Após a confirmação da manipulação das partidas, o STJD remarcou 11 confrontos do Campeonato Brasileiro de 2005 que, ao final, teve o Corinthians como campeão.
Fonte: Globo.com
Com você, o Mecão é ainda mais forte. Seja Sócio!

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.