26 de set. de 2009

Quem não faz, leva

O América não aproveitou as duas chances claríssimas de abrir o placar logo no começo da partida, uma com o meia Juninho e outra com o atacante Lúcio, e terminou saindo de campo derrotado pelo Abc por 1x0. É a velha história: quem não faz, leva. O jogo foi bastante disputado e tumultuado, com duas expulsões pelo lado americano (Somália e Jackson) e uma do adversário (Selmir). É bom registrar que a exclusão de Somália foi um erro grosseiro do árbitro Sálvio Spínola Fagundes Filho. Agora, o América viaja para para Campinas, onde na terça-feira encara a Ponte Preta, que hoje também perdeu o clássico para o Guarani.
Com você, o Mecão é ainda mais forte. Seja Sócio!

10 comentários:

Anônimo disse...

Nós Americanos, devemos culpar por mais esta derrota, única e exclusivamente a diretoria incompetente que manteve por tanto tempo um técnico perdedor no comando da equipe. Não se justifica de maneira nenhuma, como um time que chegou a ficar no G4 e caiu vertiginosamente de produção perdendo para os lanternas constantemente. Será que estão com saudade da campanha pífia de 2007 na série A, quando fomos o último? Ou será que também ficou com saudade de 2008, quando escapamos na última rodada? Chega de tanto sofrimento. Basta.

Mozart disse...

Jogo após jogo o América define sua posição de rebaixado... Ficou difícil... 2 vitórias, 4 empates e 10 derrotas, pífios 20% de aproveitamento nas últimas 16 partidas... Não vejo esperança com esses incompetentes em campo...

Anônimo disse...

O time até que jogou melhor do que nos últimos jogos. Perdemos porque não sabemos mais fazer gol (Max é brincadeira e o Lúcio desaprendeu). Perdemos porque não temos um substituto a altura do Ricardo Oliveira. Everton Cezar pode até ser bom jogador, mas hoje, até mesmo por causa da geladeira que levou, não entrou em campo. Perdemos porque Sálvio Espínola decidiu ajudar ao adversário. Explico: no começo do jogo, o Mecão saia para um contra-ataque quando Augusto Recife puxo nosso jogador pelo calção. Foi marcada apenas falta. Somália foi chutar uma bola no segundo tempo, o adversário foi mais rápido e ele chutou o adversário: cartão amarelo para ele. Depois, o Sandro simulou uma falta, pois o Somália nem tocou nele e, mesmo que tivesse tocado, não tinha sido por querer. Segundo cartão e o vermelho.
Fazer o que?
Wildson

Anônimo disse...

Será q é culpa do treinador?. Vão derruba-lo também?. Deixem os treinadores em paz. Não adianta ficar pedindo pra botar fuka, ciclano ou beltrano, vejam noq dá.

Henrique da Pedreira disse...

Infelizmente iremos usar a velha ferramenta de sempre "a calculadora", todo ano é a mesma coisa, o aperreio de fazer contas, de secar os adversários, e a inoperância de nossos jogadores, até quando? ainda há esperança.

Anônimo disse...

Já passou da hora de se fazer uma "limpeza" no grupo do América. Os gols perdidos por Max e Lúcio são inaceitáveis. Chego a pensar que ambos estão NO América mas, não estão PARA o América. E o gol do "garoto" de vidro? Que facilidade com que el entrou na nossa defesa. A tirada de corpo de Helinho que acabara de entrar foi ridícula. E o guerreiro Júlio heim? Não foi bem.O duro é ler e ouvir os nossos cronistas dizerem e escreverem que o "garoto" de vidro é um jogador que faz a diferença e outras babozeiras. Coisas que só o meu América é capaz. Enfim, não acredito que esse grupo que está aí consiga salvar-nos de um rebaixamento.
LUIZ ANTONIO ALVES DA ROCHA

Gilvandro Alves disse...

Como o torcedor é ingrato e esquece fácil. Júlio Terceiro jogou muito bem, como foi muita boa a atuação do timme. O técnico Artur Neto deu outra postura tática e motivação a equipe. O jogo foi decidido numa bela jogada individual, de um jogador técnico. No primeiro turno o ABC dominou o jogo totalmente e perdeu por 1x0, agora o América foi melhor em grande parte do jogo, mas infelizmente perdeu. O América apresentou um futebol, que só tinha jogado contra o Vasco. Apesar do iminente risco de rebaixamento, temos 50% de chances de permanecermos na B.

Anônimo disse...

O que nosso Mecão precisa não é de jogadores nem de técnico para se salvar, e sim de um bom psicólogo para todo o elenco, pois quem vai aos treinamentos observa Max e Lúcio fazendo belos gols, Thoni e Leandro batendo boas faltas, mas na hora de valer pontos não sai nada, eles pipocam.

Anônimo disse...

se o america for depende de max não vamos sair do lugar ja ficou provado q o ataque tem q ser Lucio q voltou a jogar bem e Helinho e Rodolfo tem q ser titular weverton não da segurança a defesa com ele todo jogo o america toma gol.
ABRE O OLHO ARTUR NETO.

Anônimo disse...

Concordo, Rodolpho e Helinho tem que ser titular para o América voltar a ganhar!Não basta apenas ser bom, um goleiro também tem que ter sorte, ser iluminado.

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.