30 de mar. de 2014

América vence o clássico, chega aos 12 pontos e mantém o 100% de aproveitamento

Com gols de Arthur Maia e Max, o América venceu a equipe do Alecrim por 2x1, chegou aos 12 pontos e manteve os 100% de aproveitamento. 
O Mecão teve várias chances de construir uma vitória elástica. Adriano Pardal, por exemplo, desperdiçou uma cobrança de pênalti, quando o jogo ainda estava 0x0. Max, no segundo tempo, entrou sozinho na área e quando foi driblar o goleiro perdeu a bola. Ainda teve o lance que Pimpão mandou a bola na trave. O Alecrim "achou" um gol no final do primeiro tempo, mas não teve força para segurar o resultado. O importante foi sair de campo com os três pontos. 
Com você, o Mecão é ainda mais forte. Seja Sócio!

6 comentários:

Anônimo disse...

Não podemos dar mole. Um jogo na mão que quase deixamos complicar. Achei o time muito desligado em alguns momentos do jogo, o treinador precisa resolver esse apagão. Vamos com tudo pra cima do time de preto.
walsil

Unknown disse...

Sérgio, acredito que apesar de Pardal está fazendo uma ótima temporada com a camisa do Mecão, não tem a mínima condição deste bater penalidades quando há no elenco jogadores mais qualificados para tal função. Sendo assim, cabe ao treinador/professor definir quem será o batedor oficial de acordo com o aproveitamento dos treinos que este acompanha.

Daniel Lira

Unknown disse...

O texto parece resposta de jogador de futebol cansado.
Do tipo: "O mais importante foi os 03 pontos e a vitória."
Precisa melhorar.

Valdy Freire disse...

O America jogou bem, mas o treinador tem que repensar a função de Max em campo. Como ele foi posicionado nos dois últimos jogos, mais atrapalha do que contribui. Ele é homem de área, de definição e nunca de voltar, fazer tabelas, fazer pivô. Ontem na unica bola que ele pegou, em jogada característica para centro avante de referencia, ele marcou (cruzamento da linha de fundo).

Anônimo disse...

Agora é focar no clássico. Uma vitória é OBRIGATÓRIA para consolidar o título, sob pena de ressuscitarmos a funerária que está aí só esperando um tropeço do Mecão para acionar as "forças ocultas" em seu favor. Lembrando que depois do clássico temos dois jogos complicados fora de casa (Potiguar e Coríntians). Temos o melhor time mas não podemos bobear, não nessa reta final.

Arthur

Anônimo disse...

A mudança para 3 atacantes, com o Max fixo, tirou a velocidade e triangulações do ataque do América. O Maz só rende quando joga com laterais que vão à linha de fundo, como no gol. Hoje o América, por ter um time técnico, joga mais em triangulações e tabelas pelo meio e, para este tipo de jogo, o Maz não rende...Talvez o Isac se encaixe melhor mas, particularmente, preferia o time com Pardal e Pimpão na frente

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.