11 de jun de 2019

Bahia de Feira em pauta por escalação irregular

A Procuradoria denunciou o Bahia de Feira por escalação irregular do atleta Edimar Farias Santos na Série D do Campeonato Brasileiro. Na próxima sexta, dia 14 de junho, a Quinta Comissão Disciplinar julgará o clube baiano por infração ao artigo 214 do CBJD no jogo contra o América/PE. Expulso na mesma partida o meia Matheus Sacramento responderá por praticar agressão física. A sessão está agendada para às 10h30.
O Bahia de Feira escalou o volante Edimar Farias Santos para a partida contra o América/PE. Após o confronto, a Diretoria de Competições da CBF emitiu uma Comunicação de Irregularidade de Jogador (CCJ) depois de constatar que o atleta atuou sem condição de jogo.
“Constatamos que o atleta Edimar Farias Santos foi relacionado na partida supracitada sem condição de jogo. O atleta foi expulso em 29/04/18 atuando pelo Vitória da Conquista/BA pela Série D/2018, tendo cumprido a automática em 07/05/2018. No julgamento do processo 039/18 de 25/06/2018, o atleta foi apenado com 02 (duas) partidas de suspensão pela 1ª Comissão do STJD. O Vitória da Conquista/BA não participou de mais nenhuma competição coordenada pela CBF até o momento da transferência do atleta para o Bahia de Feira/BA, o que, segundo o artigo 65 do Regulamento Geral de Competições, mantém a suspensão do atleta em seu novo clube. Sendo assim, o atleta deveria cumprir 01 (uma) partida de suspensão na primeira competição organizada pela CBF em que o Bahia de Feira/BA participe, no caso, a Série D/2019. No entanto, o atleta participou da primeira partida desta competição, em 05/05/2019”, relatou a denúncia do DCO.
Diante da comunicação, a Procuradoria denunciou o Bahia de Feira com base no artigo 214 do CBJD por:
“Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente”.
A pena prevista no artigo é de perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100 a R$ 100 mil.
Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.