4 de mar. de 2020

América é punido com perda de mando de campo e multa de R$ 8 mil

Os Auditores da Terceira Comissão Disciplinar do STJD do Futebol julgaram na tarde desta quarta, dia 4 de março, River e América/RN pelas brigas generalizadas em partida da Copa do Nordeste 2020. Por unanimidade, o River foi multado em R$ 20 mil e punido com dois jogos com portões fechados, enquanto o América/RN foi multado em R$ 8 mil e um mando com portões fechados. A decisão cabe recurso.
Em denúncia a Procuradoria destacou os relatos na súmula da partida no início do segundo tempo e a confusão após o fim da partida. “Confusão generalizada causada pelas duas equipes indistintamente. A Procuradoria pede a aplicação dos Incisos I, II e III ao River e ao América nos itens I e II com a perda de mando de campo a ambas as equipes”, pediu o Procurador João Marcos Guimarães.
Advogado do River, Isaac Chaficks explicou a ação do clube na partida. “Fiz questão de juntar o Boletim de Ocorrência junto com fotos. Ele foi feito pelo presidente do River. A polícia prendeu inúmeras pessoas ao final do jogo. O major disse que prendeu outras pessoas e o presidente do River pediu o Boletim de Ocorrência da confusão e recebeu a informação que não tinha. Por essa razão o presidente do clube identificou os que conhecia e pediu para inserir os demais presos. Cenas lamentáveis e o clube fez o que podia. O presidente fez o BO indignado. A polícia autorizou os torcedores voltarem para o estádio e os próprios jogadores do América colocaram torcedores com barras de ferro dentro do vestiário da equipe. A briga ocorreu no anel superior onde estavam as torcidas organizadas e a PM atirou do anel inferior para o superior acabando com a briga. O clube já foi punido e o estádio está interditado.  Esse é o único estádio no Piauí com condições para receber os jogos do Piauí”, justificou o defensor.
A advogada Patrícia Saleão defendeu o América/RN. “São fatos desagradáveis de se ouvir falar e assistir onde o América está na condição de visitante. As torcidas organizadas possuem bandidos travestidos de torcedores e que geram problemas e punições aos clubes no Brasil inteiro. Essas pessoas vão ao estádio simplesmente com a intenção de brigar. Por mais que um clube adote as medidas preventivas estabelecidas e as repressivas se a totalidade ou maioria quiser causar tumulto e briga não há quem consiga conter. O River solicitou a presença da polícia militar e os seguranças presentes. O clube não tem como ensinar a trabalhar na identificação e condução para serem fichadas e eximir os clubes. O América não teria como fazer diferente como visitante. As torcidas organizadas se aliam as organizadas locais e facilitam para que a organizada visitante possa estar no estádio e causar problemas para o mandante”, encerrou.
Relator do processo, o Auditor José Nascimento justificou seu voto. “Mais de 20 pessoas participaram das desordens e nem todos foram identificados. O relator destacou que o estádio não demonstrou a segurança necessária para o público e lamentou a ação da polícia militar no estádio. Pela gravidade aplico ao River multa de R$ 20 mil e a dois jogos com portões fechados por infração ao artigo 213 incisos. Ao comportamento dos torcedores do América/RN condeno a multa de R$ 8 mil e um mando com portões fechados”.
Os Auditores Jurandir Ramos, Manuel Márcio, Alessandra Paiva e o presidente Sérgio Martinez lamentaram as cenas de confrontos na partida e acompanharam na íntegra o voto do relator.

Do STJD
Com você, o Mecão é ainda mais forte. Seja Sócio!

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.