23 de jul. de 2020

Juventude quebra jejum e vence o Caxias

Após o começo ruim  na temporada, o Juventude - adversário do América na Copa do Brasil - demitiu o técnico Marquinhos Santos e contratou Pintado. O treinador teve pouco tempo para realizar treinamentos táticos e coletivos antes do clássico Ca-Ju, mas o time alviverde foi outro. Com novas peças, demonstrou uma postura distinta e um desempenho que agradou o torcedor na vitória por 2 a 0 contra o Caxias. 
O Juventude venceu com o futebol de Marcelo Carné, Igor, Genílson, Augusto e Eltinho (Felippe Borges); Gustavo Bochecha (Marciel), Gabriel Bispo, Wallace Tarta e Renato Cajá (Gabriel Terra); Rafael Silva (Bruno Alves) e Breno Lopes.
Além dos três pontos, o Juventude quebrou um jejum de sete clássicos sem vencer. O último Ca-Ju que venceu foi em fevereiro de 2015, por 1 a 0, pela 1ª fase do Gauchão. De lá para cá foram: três empates e quatro derrotas. Agora, o torcedor alviverde pode voltar a comemorar.
Com você, o Mecão é ainda mais forte. Seja Sócio!

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.