30 de dez. de 2008

Brasileirão terá CBJD novo

Uma das maiores reclamações entre jogadores, técnicos, clubes e dirigentes, sem dúvidas são as penas que o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Porém, até mesmo os membros dos Tribunais de Justiça Desportiva de todo o país tem seus questionamentos diante do Código. Para que isso melhore, o Ministério, o Conselho de Esporte e o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) arregaçaram as mangas e, provavelmente, no ano de 2009, o CBJD já será utilizado com diversas modificações.
“Ministério e Conselho Nacional de Esporte já convocaram a Comissão, que é formada por 14 ou 15 membros e as primeiras reuniões devem acontecer em janeiro e a gente quer acreditar que esse trabalho possa findar ao Conselho Nacional de Esporte até março, mas isso depende do andamento das reuniões e das propostas, e que já para os certames de 2009 esse código esteja em vigor na Copa do Brasil e nas Séries A, B, C e D. Para os Estaduais certamente não dará tempo e talvez na Copa do Brasil também não”, revelou o Procurador-Geral do STJD, Dr. Schmitt ao site Justica Desportiva.
No mês de setembro foi realizado o I Fórum de Direito Desportivo no Brasil, em São Paulo. O evento, que foi um sucesso, teve como objetivo colher opiniões de clubes e advogados militantes na Justiça Desportiva.
Se os membros dos Tribunais se incomodam com a rigidez do código, os denunciados comemoram o fato de ser feita tal reformulação. “Acho que as infrações devem ser punidas, mas também fica complicado tirar um jogador do seu trabalho por 30 dias, que dirá 120, como prevê o artigo de agressão física. Fico contente por acontecer essa reformulação”, revelou o zagueiro do Grêmio, Rafael Marques.
Fonte: Justiça Desportiva
Com você, o Mecão é ainda mais forte. Seja Sócio!

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.