27 de abr. de 2010

Seminário na CBF

A CBF realizou nesta terça-feira no Hotel Windsor, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, o Seminário de Abertura do Campeonato Brasileiro 2010 das Séries A e B. Com a presença de presidentes, dirigentes e profissionais de futebol dos 40 clubes participantes da competição, o Seminário teve o primeiro pronunciamento a cargo do presidente Ricardo Teixeira, que compôs a mesa principal com Alcino Rocha, assessor especial de futebol do Ministério do Esporte, representando o ministro Orlando Silva.
O presidente Ricardo Teixeira destacou alguns aspectos que tornaram o Campeonato Brasileiro um sucesso de público e mérito esportivo, como a competitividade proporcionada pelo já consolidado sistema de pontos corridos, o seu planejamento e organização, traduzidos pelo fiel cumprimento do regulamento, assim como a divulgação com antecedência da tabela e do calendário.
Esses fatores levaram em consequência ao crescimento das receitas de patrocínios de clubes, o que pode ser comprovado notadamente nesses dois últimos anos. O fortalecimento da Série B, verificado a cada ano, foi outro ponto destacado pelo presidente Ricardo Teixeira.
No Seminário foram realizados debates e palestras, a começar pela Mesa-Redonda I, com a participação do diretor de Competições da CBF, Virgílio Elísio, que tratou do tema "Aspectos do Regulamento", e do diretor de Registro e Transferências, Luís Gustavo Vieira de Castro, que falou sobre "Aspectos dos Registros de Contratos", ambos feitos de maneira didática e com orientações aos representantes dos clubes.
O assessor jurídico da CBF, Valed Perry, tratou do tema "Aspectos legais", seguido do procurador geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schimtt, que abordou o tema "Aspectos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva". Schmitt ilustrou a palestra com exemplos práticos e chegou a propor a realização de outros encontros em que estará à disposição para prestar orientação aos clubes. Marcelo Campos Pinto, da Globo Esportes, foi o mediador do debate.
O diretor da Comissão de Arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa, ressaltou as iniciativas tomadas pelo presidente Ricardo Teixeira, como cursos de aprimoramento, avaliações físicas e teóricas, entre outras atividades, na busca da melhora do nível da arbitragem brasileira.
Ao final da Mesa Redonda I, houve a participação dos presentes com perguntas.
À tarde, foi realizada a Mesa-Redonda II, com o tema "Competitividade na disputa do Campeonato" sendo abordado na visão de esportistas como o presidente do Vasco da Gama, Roberto Dinamite, o presidente do Coritiba, Jair Cirino, o técnico do Botafogo, Joel Santana, o diretor de futebol do Cruzeiro, Eduardo Maluf, e por um executivo de TV, Telmo Zanini, da Globo Esportes.

Da CBF
Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.