20 de dez. de 2018

Não é por falta de mudança

Levantamento do Vermelho de Paixão mostra que não é por falta de mudança na gestão do futebol que o América não anda bem das pernas. A saída de Eliel Tavares (que também foi diretor na gestão de Gustavo Carvalho) e a chegada de Almir Dionísio para diretoria executiva deixa claro que essa intensa diversificação não faz bem ao clube. Já são doze mudanças a partir de 2014. E olhe que não estamos incluindo gente que de maneira informal (sem cargo) acaba influenciando nos destinos do clube. 
Importante destacar que algumas dessas mudanças, como a saída de Armando Desessards, independeram da vontade da diretoria.

1. Ricardo Bezerra (vice de futebol em 2014)
2. Eliel Tavares (diretor de futebol em 2014/2015)
3. Yuri Bagadão (diretor de futebol em 2016)
4. Walmir Nunes (diretor de futebol em 2016)
5. Souza (diretor de futebol em 2016)
6. Eduardo Rocha (diretor de futebol em 2017)
7. Leonardo Bezerra (diretor de futebol 2018)
8. João Maria Belmont (gerente de futebol 2018)
9. Armando Desessards (executivo de futebol 2018)
10. Almir Dionísio (executivo de futebol 2018)
11. Eliel Tavares (diretor de futebol 2018)
12. Carlos Moura Dourado (executivo de futebol em algumas gestões)

Vamos continuar apostando na Timemania

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.