25 de jan. de 2020

América aceitou o empate com irritante naturalidade

Abatido por conta da derrota no clássico da última quarta-feira, o América não conseguiu superar o Botafogo/PB na estreia da Copa do Nordeste e ficou no empate sem gols na noite deste sábado na Arena das Dunas.
O jogo foi equilibrado, marcado por muitas faltas e poucas chances de gols. As principais foram criadas pelo ataque do América, mas esbarraram no bom goleiro Samuel. O adversário importunou poucas vezes o goleiro Ewerton.
O time do técnico Waguinho Dias sentiu mais uma vez a ausência do volante César Sampaio e, também do atacante Wallace Pernambucano. Para piorar, Dione não foi bem mais uma vez. Além disso, o América pecou na saída de bola e abusou da ligação da zaga para o ataque. 
É exagerado dizer que a equipe foi apática, mas ficou nítido que o empate foi aceito com irritante naturalidade. Basta lembrar a lentidão do goleiro Ewerton na cobrança dos tiros de meta e a passividade dos homens de frente diante da saída de bola dos zagueiros do Botafogo. 
Corrobora com esse comodismo a frase dita pelo treinador americano na coletiva: "hoje o mais importante era não perder". Cabia essa postura no clássico, hoje era importante ganhar. 
Com você, o Mecão é ainda mais forte. Seja Sócio!

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.